Gestão de riscos

A gestão de riscos visa em analisar e avaliar riscos que podem acontecer durante o projeto. Esses riscos nem sempre são uma coisa negativa.

Categoria de Management

Postado em 24 maio 2022

Atualizado em 24 maio 2022

Visualizações: 378



Imprevistos quando não reconhecidos, podem trazer vários problemas para o projeto em relação a elementos importantes como prazo, custo e margem de lucro.

Sempre pensar no pior também faz parte do processo. Por isso reconhecer os riscos em um projeto pode trazer grandes vantagens na ocorrência de imprevistos.

Reconhecer o risco, significa analisar-lo de forma detalhada para podermos chegar em alguma conclusão.

Os riscos não existem só na área de tecnologia da informação. Eles podem estar em qualquer área como construção, mineração, veículos, etc.

Com uma análise de riscos ou gestão de riscos podemos montar uma matriz para o gerenciamentos.

O que é gestão de riscos?

Primeiramente, é necessário compreender o que significa o risco em um projeto no contexto da gestão de risco.

O risco pode ser assimilado como incertezas em relação à certos eventos que podem acontecer durante o projeto.

Por exemplo, em uma construção podem haver riscos de longos períodos de chuva, afetando o prazo e a qualidade do projeto. Outro exemplo é na área de automóveis, o atraso do fornecedor em prover certos materiais afetando o prazo da fabricação.

Todos esses fatores são considerados riscos, podendo influenciar negativamente de muitas formas o projeto.

Porém, riscos positivos também podem ser examinados e levados em consideração. Exemplo de risco positivo é a finalização de um produto em alguma data importante, consequentemente sendo bem recepcionado pelo público, vendendo mais do que o esperado, trazendo grandes lucros aos desenvolvedores.

Identificar os riscos negativos e positivos é o primeiro passo para a gestão de riscos.

Análise dos riscos

Uma vez que o risco já foi identificado, o próximo passo é analisar esse risco levando em conta dois elementos:

  1. Probabilidade
  2. Impacto

A escala de ambos elementos podem ser medidas de 1 à 5, cada número representa o nível de importância.

  1. Muito baixo
  2. Baixo
  3. Médio
  4. Alto
  5. Muito Alto

Probabilidade

A probabilidade são as chances desse evento acontecer. Geralmente a probabilidade é bastante baseada nos projetos passados.

Por exemplo, caso o fornecedor de materiais seja o mesmo de antes, e este mesmo sempre fornece os materiais com atraso, a probabilidade desse risco acontecer novamente é altíssima.

Porém, caso o projeto seja uma construção que está sendo realizada em uma época de seca, a probabilidade de chuva é considerada bem baixa.

Impacto

O impacto de um risco no projeto representa a influência que esse risco pode ter no projeto em questão de custos, prazos, lucro, qualidade, etc.

Porém, o impacto pode variar bastante de empresa para empresa.

Por exemplo, o risco de um ataque cibernético na rede local de uma empresa não digitalizada, pode ser considerado um impacto nível 1 (muito baixo impacto), pois mesmo tendo a internet invadida, os documentos em papel não estão salvos no computador dos funcionários.

Avaliação dos riscos

Multiplicar o impacto com a probabilidade do risco pode nos ajudar a avaliar o quão perigoso pode ser esse risco.
Risco=ProbabilidadeImpacto Risco= Probabilidade*Impacto
Com o resultado acima podemos analisar em uma tabela de avaliação qual é a escala desse risco.
gestão de riscos avaliação
Uma vez que esse risco tem sua escala medida, é necessário decidir como lidar com esse risco.

Geralmente, no análise de riscos, 4 decisões são utilizadas.

Decisão Descrição
Evitar Evitar ou eliminar o risco
Transferir Transferir o impacto para terceiros
Mitigar Tentar reduzir o impacto ou probabilidade
Aceitar Não fazer nada

Exemplos de “evitar”

  • Para evitar um assalto, não andar em um local perigoso
  • Criptografar dados e instalar rastreador em um computador para evitar o vazamento de dados em caso de roubo

Exemplos de “transferir”

  • Entrar no seguro para cobrir custos
  • Contratar uma empresa para se responsabilizar pelo projeto

Exemplos de “mitigar”

  • Botar um cinto de segurança para minimizar machucados em um acidente

Exemplos de “Aceitar”

  • Aceitar continuar fazendo a obra em período de chuva

A avaliação desses riscos vai depender do ponto de vista de cada empresa. Se avaliarmos do ponto de vista intermediário, podemos usar como referência o gráfico abaixo.
gestão de risco decisões

Gestão de riscos na prática

A gestão de riscos é feita em 3 etapas:

  1. Reconhecimento de riscos
  2. Análise de riscos
  3. Avaliação de riscos

Levando em consideração as explicações de cada etapa, uma lista de todos os riscos é criada. Essa lista ficará parecida com a imagem abaixo.

gestão de riscos prática

Com isso podemos ter uma idéia melhor de como lidar com os riscos que podem acontecer no futuro em relação ao projeto. Dessa forma evitando imprevistos e tomando as melhores decisões.

Conclusão

A gestão de riscos visa em analisar e avaliar imprevistos que podem acontecer durante o projeto.

Reconhecer esses riscos podem trazer tomada de decisões mais astutas, evitando grandes desastres durante o projeto.