Inovação aberta

A inovação aberta é um termo abrangente de cooperação entre diferentes áreas especializadas para a formulação de produtos ou serviços inovadores.

Categoria de Estratégia

Postado em 25 agosto 2022

Atualizado em 25 agosto 2022

Visualizações: 153



O conhecimento e desenvolvimento da sociedade atual é significativamente bom. Esses fatores tem melhorado em vários países com o decorrer dos anos, isso acumulou uma grande imensidade de informação valiosa, que pode ser aproveitada por empreendedores que querem inovar no mercado.

Hoje, muita informação útil esta disponibilizada de forma pública, sem a necessidade de pagamento para a sua utilização. Práticas como software com código aberto é um exemplo disso.

Com esse conhecimento disponível de forma gratuita, investimentos para pesquisa e desenvolvimento podem ser reduzidos, favorecendo pequenas empresas que não possuem muita capital.

Porém, compreender e implementar esses conhecimentos pode ser um grande desafio para um negócio, pois nem sempre terão funcionários especializados. Nesse caso, existem estratégias que podem solucionar esse problema, a inovação aberta é uma delas.

O que é inovação?

A inovação é uma versão melhorada de algum produto ou serviço.

Esse conceito é bastante confundido com palavras como “descoberta” e “invenção” em certos contextos. Se olharmos alguns exemplos podemos perceber a diferença e evolução:

Exemplos de cada conceito:

Descoberta Invenção Inovação
Roda Bicicleta Bicicleta com marcha

A diferença entre esses conceitos é importantíssimo para compreender até onde e como cada um desses conceitos influenciam o mercado.

Conhecimento Protótipo Comercialização
Descoberta
Invenção
Inovação

Observando a tabela acima, é possível concluir que a descoberta e a invenção não necessariamente terão sucesso no mercado.

Isso acontece pois a descoberta e a invenção são novidades, porém não são necessariamente algo atraente aos consumidores. Já a inovação baseia-se em um produto já existente e seguro no mercado, aumentando muito mais as chances de dar certo.

Qual é a importância da comercialização?

A comercialização é o ato de atribuir as condições e os meios necessários para a venda de tal produto (invenção).

Descobertas e invenções, mesmo quando de extrema utilidade, podem não ter alcance suficiente para chegar até as mãos dos consumidores. Para invenções chegarem até a sociedade, a comercialização precisa ser efetuada, seja por uma empresa investidora ou pelo próprio inventor.

Porém, comercializar exige capital, algo que apenas grandes empresas possuem.

Em contrapartida, grandes empresas também estão a procura de conhecimento, algo que muitas vezes só pode ser obtido externamente.

Essa troca de valores gerou um novo tipo de mercado, a inovação aberta.

O que é a inovação aberta?

A inovação aberta é uma mentalidade empresarial de colaboração com institutos externos para inovar no mercado. O instituto de colaboração não precisa compartilhar o mesmo setor da empresa, desde que os dois lados tenham uma idéia que possa ser potencializada com determinado conhecimento e capacidade que cada lado possui.

inovação aberta

Apesar de ser um conceito com a palavra “aberta”, isso não significa que tal inovação seja pública. Os colaboradores são selecionados pela empresa, em seguida discutirão sobre a inovação.

A inovação aberta proporciona uma nova fonte de conhecimento com pessoas capacitadas na área, que podem oferecer idéias para inovação de produtos e serviços.

Quais são as vantagens de adquirir práticas de inovação aberta?

Hoje, a inovação está em estágio avançado, um imenso tempo, investimento e dedicação para pesquisar e desenvolver tornou-se um processo necessário para criar produtos capazes de surpreender o mercado.

A inovação aberta pode ser visto como um atalho para geração de inovações no mercado, trazendo muito mais possibilidades do que a inovação fechada, que é o modelo tradicional usado por muito tempo no passado.

Quais são os tipos de inovação aberta?

Existem dois tipos de inovações abertas:

  1. De fora para dentro
  2. De dentro para fora

1. De fora para dentro

Busca conhecimento e contribuição fora do escopo empresarial. Podendo buscar esses elementos nos mais diversos locais com inúmeras formas, alguns exemplos são:

  • Competição de inovação entre alunos em uma universidade com direito a prêmio ao vencedor
  • Criar um canal de comunicação entre clientes e fornecedores para obter opiniões e idéias
  • Comprar patentes beneficentes para a própria empresa

2. De dentro para fora

Gerar produtos, serviços ou conhecimento que sirvam de base para a inovação para outras empresas. A empresa que adota essa política obtém lucros do licenciamento de propriedade intelectual, padronizando e multiplicando os seus serviços.

Conclusão

A inovação aberta é um termo abrangente de cooperação entre diferentes áreas especializadas para a formulação de produtos ou serviços inovadores.

Essa cooperação entre intelectuais de diferentes áreas permite a troca de favores entre os dois lados, geralmente trazendo beneficiando ambos.